Visita à uma horta convencional

Vou contar uma pequena história para você. Sou Marília Gabriella, sócia diretora da Porta a Porta Orgânicos e engenheira agrícola e ambiental formada pela UFRPE. Durante o curso alguns professores nos contaram causos de vida. Um deles nos contou que uma vez uma equipe de professores foram visitar um sítio de agricultura convencional para realizar estudos. Chegando lá os agricultores mostraram toda a propriedade para eles, a plantação de tomate bem bonita, hortaliças e as restantes. Eles ficaram encantados com tanta beleza e após um tempo foram almoçar. Ao sentarem à mesa, era só fartura, típica de mesa do interior. Variadas carnes, feijão, arroz, macarrão, etc. Aí eles observaram que não tinha um tomate na mesa e indagaram: -Pessoal, cadê os tomates? Com uma plantação abundante e linda dessas não vai ter nenhum aqui pro almoço? E eles responderem: -O doutor é doido? E nós vamos comer Veneno!? Os professores ficaram impressionados com a resposta dos agricultores.
Esses mesmos agricultores por não ter conhecimento técnico da aplicação desses agrotóxicos ou mesmo por falta de consideração com as pessoas, aplicam dosagens superiores às recomendadas e colhendo antes do tempo de repouso que precisa ter para o químico ficar com menor concentração externa no produto. Eles aplicam os venenos e já colhem para vender nas grandes centrais de abastecimento sem esperar o tempo de descanso.
Então às vezes o barato sai caro. Preste atenção àquele tomate da feira baratinho em relação ao orgânico ou mesmo ao do supermercado convencional. Na hora de comprar seus produtos para consumo in natura prefira orgânicos ou compre de estabelecimentos mais confiáveis. Quando você vai comprar um eletrodoméstico você desconfia logo daqueles chingling e opta por comprar de uma marca conhecida, não é mesmo? Então leve isso para sua mesa também.
É bom saber de onde vem seus produtos. Como eles são produzidos e ter a certeza que está adquirindo bons produtos.

 

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *